Superior=Servir: Trabalho voluntário

superior servir

O nome e o conceito “superior=servir” me surgiu em meados de 2005, numa viagem hermenêutica-teologal, segundo a lógica de que o Cristo, embora vero dei (e portanto, ´superior´), assumiu a condição de serviço. Interessante que todos os grandes avatares das religiões também assumem esse lugar de esvaziamento de uma certa superioridade, em prol do engrandecimento humano.

A ponte para a atualidade (el que hacer): pessoas portadoras de curso superior, sobretudo, profissionais, constituem pessoas ´superioras´em nossa cultura, em termos de condições socioeconômicas, prestígio e regalias da legislação (inclusive cela especial em caso de prisão). Mas essas pessoas podem se tornar realmente diferenciadas e de ´nível superior´: ao colocar seus dons e talentos a serviço de um mundo melhor!

Nesse sentido, nosso permanente desafio a que se realizem, de modo individual ou grupal, ações de voluntariado…e assim temos feito…

 

Atualmente…

Ações na Costa do Descobrimento – Bahia (Itamarajú, Porto Seguro, Arraial d´Ajuda, Trancoso etc) – Todas as ações são autofinanciadas e sem qualquer vínculo religioso, político ou ideológico!

1 – Intervenção Psicossocial com crianças e adolescentes, bairro São José, Arraial

 

2 – Atendimento domiciliar à pessoa acamada e advocacy:

20190706_105249

 

3 – Inserções em rádios locais:

20190703_122806

 

4 – Diálogos e interações com a comunidade indígena:

20190623_123132

 

Lançamento do livro infantil “Minhoca Benzoca” pelo país:

40139608_1173494756137231_1710651251697385472_n

Carta-manifesto psicoeducativa às crianças brasileiras – Neste Dia d@ Psicólog@, em face de um ato infeliz de um candidato ao executivo nacional

Hoje coloco em suas mãos uma grande ‘arma’: Com ela podes lutar num mundo cada vez mais violento, mas de um modo civilizado…

E apesar de reinar certo desespero e falecimento da esperança humana, com essa arma poderás construir outros mundos com castelos de segurança…com cidades cheias de gente que dão as mãos e constroem a solidariedade…

Com essa arma poderás construir processos inventivos e criativos, que não os da vingança e da justiça com as próprias mãos…

Com essa arma aprenderás a fazer pactos saudáveis e dialogais e que, por mais que sejam mais caros e lentos, promovem a verdadeira paz…

E por fim, crianças brasileiras, com essa arma poderás desarmar o ódio, com gestos, não de arma apontada, mas de ‘jóia’, de beijos enviados, de paz e amor, e de ‘v’ de vitória…

Pois com essa arma criada por meu próprio punho, o que faço desde a meninice, podes mudar o mundo, nem que seja na imaginação…

Eis a sua arma: um livro!

Cleber Lizardo de Assis, psicólogo, autor infantil e educador por uma cultura de paz há 26 anos.

 

40187794_1172823299537710_3434097438602821632_n

 

40247048_1175223159297724_2783689989551030272_n

 

Mas onde tudo começou….

Era uma vez, quando tudo começou: em Montes Claros – MG, em 1991…mas não tenho imagem…apenas a lembrança de ações de esporte, recreação e cultura para crianças em situação de rua…

Eu era apenas um jovem seminarista, estudante de teologia e com muita vontade de mudar o mundo!

 

Fase de fundamentação: Já em 1992 até 1998, em Ipatinga-MG, junto a meninos em situação de rua, adolescente autor de ato infracional e dependentes químicos…..na foto, uma ação desenvolvida com a amiga Isabel, quando atuava com a Missão Resgate.

13528930_676814912471887_2064788939064028093_n

1999 a 2009: Projetos sociais com diversos públicos: crianças e adolescentes, criança em situação de rua, autor de ato infracional, juventude, população indígena, mulheres, idosos, dependente químico…nos estados de Minas Gerais, Espírito Santo e pelo país…..

coletania social2

 

Permanente: Formações e capacitações de agentes sociais, educadores, multiplicadores, universitários…

coletania social3

 

Desafiando a academia a realizar uma ciência relevante social:

13612325_676817975804914_1673585474843162513_n

13438839_676818579138187_5580456235569240814_n